• Fenalaw Digital is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Tecnologia

3 vantagens da tecnologia para escritórios de advocacia

A transformação digital atingiu em cheio os escritórios de advocacia, trazendo enormes benefícios para a atividade. Suas vantagens aparecem em diversas frentes, mas possuem um objetivo comum de melhorar a forma como as atividades jurídicas são realizadas.

Para Rui Caminha, sócio Caminha Barbosa & Siphone Advogados e fundador do Juristec+ estamos em um momento único. “Pela primeira vez surge algo completamente disruptivo, um novo operador do direito, feito não de carne e ossos, mas de códigos de programação. Temos a oportunidade de observar algo tão importante como o surgimento da escrita para o direito há milhares de anos”, comenta.

Confira agora 3 vantagens da tecnologia para os escritórios de advocacia.

1: Melhoria na produtividade e agilidade

O uso de tecnologia na prática jurídica simplifica e facilita tarefas relacionadas à atividade-fim e às atividades operacionais de um escritório de advocacia e de departamentos jurídicos. A tecnologia ajuda o advogado a ser mais eficiente na hora de realizar suas obrigações, o que ocasiona economia de tempo, algo tão precioso para esse profissional.

Para tanto, ele pode se utilizar de softwares e aplicativos que organizam sua rotina. Dentre eles, podemos citar edição de texto, organizador, agenda, lista de tarefas, blocos de notas, scanner manual, gerenciamento de grupos de trabalho, medição de produtividade e armazenamento em nuvem.

2: Organização da advocacia

Além do benefício da produtividade, a tecnologia trouxe mais organização da atividade advocatícia, em especial no tocante à gestão. Nos últimos anos, vimos crescer a adoção de softwares jurídicos.

Esses programas ajudam o advogado gestor a controlar as finanças e a administração do escritório ou departamento, a gerir seu pessoal e os materiais de escritório, a se relacionar com os clientes e a executar tarefas jurídicas com rapidez.

Alguns são oferecidos por legaltechs e possuem como funcionalidades a atualização e o cadastro automático de processos, o controle de prazos e a gestão processual, a busca nos diários oficiais, sem contar as ferramentas administrativas e financeiras. Além disso, temos visto a utilização da tecnologia para organizar a advocacia de forma a aumentar sua competitividade no mercado.

3: Resolução rápida de litígios

A morosidade da justiça brasileira é uma das maiores reclamações dos cidadãos. E não sem razão. Conforme o último relatório “Justiça em Números”, do CNJ, um processo pode tramitar por mais de 7 anos, sendo que são 30 milhões de novos casos anualmente. E a demora atinge a atuação dos departamentos jurídicos e escritórios de advocacia.

Diante dessas dificuldades, algumas legaltechs viram a oportunidade de fazer a diferença por meio da resolução extrajudicial de conflitos. Os acordos são realizados diretamente com empresas e pessoas físicas, sem interferência do judiciário e sem intermediários. Em outras palavras, a tecnologia contribui para reduzir a burocracia e o tempo da resolução dos litígios.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *