Fenalaw faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Aceleração digital - Marcelo Tas - Fenalaw 2019

Oportunidades e desafios da aceleração digital são tema da abertura da Fenalaw 2019

Keynote speaker da plenária de abertura, Marcelo Tas abordou como os advogados podem lidar com a nova era da comunicação. Confira os destaques!

Pensamento ágil, assuntos acelerados, discussões carregadas de viés. A era da aceleração digital chegou para ficar, trazendo desafios e oportunidades na mesma medida. Essa foi a mensagem central da palestra de abertura da Fenalaw 2019, com o keynote speaker Marcelo Tas. Jornalista, engenheiro e professor, o palestrante trouxe aos presentes reflexões sobre como os advogados e o mercado jurídico como um todo podem lidar melhor com o cliente e o cidadão dessa nova era.  

Usando exemplos políticos, tanto recentes quanto antigos, Tas apontou que, na era digital, é preciso tomar cuidado com a forma como lidamos com cada situação. “Quando você chega com a mão pesada do poder, mesmo com o aparato jurídico – como um processo para retirar uma imagem do ar, por exemplo –, o efeito pode ser o oposto: informações podem viralizar e a situação pode fugir do controle”, explicou. “Este é um assunto é bastante rico, porque a mudança não é só externa, mas também acontece interna. É importante entender a tecnologia e os aspectos jurídicos, mas estamos vivendo uma mudança que é essencialmente humana”, disse.

Segundo o palestrante, as principais transformações acontecem em rede de pessoas. “Quanto mais avançamos na tecnologia, mais são necessários eventos como a Fenalaw, porque é aqui que podemos trocar informações sobre essas transformações, falar sobre as experiências a partir de vários pontos de vista. É isso que leva a transformação verdadeira”, apontou.  

Dados, compartilhamento e o desafio do advogado

Ilustrando com exemplos de sua própria carreira, Tas apontou que a ilusão da gratuidade online nos leva a novos pontos.  “Cada vez que nós publicamos algo ‘gratuitamente’, isso significa que o produto somos nós: cada publicação gratuita custa nossos dados”, comentou.  “Toda vez que aceitamos os contratos de termos e condições, estamos entregando gratuitamente dados de geolocalização, consumo e comportamento para as plataformas. Estamos entregando toda a riqueza de dados do nosso dia a dia”, alertou.

A massiva presença online também abre margem para comparações com pares e mesmo consigo mesmo. “Tudo que produzimos é passível de comparação hoje. O que você usou de argumento hoje e o que você usou de argumento 10 anos atrás estão ao alcance de um clique do seu público. Sua vida pública e priva são rastreáveis nas redes, porque você já autorizou o uso dos seus dados”, completou.

Para ele, entender a aceleração é essencial para os advogados. “Compreender esse contexto é essencial para o trabalho de vocês, que precisam garantir que uma sociedade acelerada seja também uma sociedade justa”, defendeu.

Era do tempo real e as “ferramentas de ouvir”

O palestrante defendeu para os presentes que a nossa era começa no dia que o homem pisa na lua. “É o primeiro evento de tempo real da história humana. Todo o planeta comentou ao mesmo tempo, a mesma imagem”, contou. “O tempo real é o tempo do cliente de hoje. Significa que mesmo vocês estão aqui, mas estão pensando em responder ao e-mail, comentar a palestra ou combinar o almoço, sempre em tempo real”, ilustrou. “Seu cliente também é assim: te manda uma mensagem em tempo real, com uma angústia, e quer ser respondido imediatamente”, completou.

Os desafios trazidos pela aceleração digital – polarização, fake news, bolhas, algoritmos, etc. – trazem dois termos principais: viés e colaboração. Transformar uma conversa enviesada em uma conversa colaborativa é o grande desafio para os profissionais de hoje. “Será que vocês não estavam discutindo uma interpretação da realidade, e não a realidade em si, por conta da aceleração dos assuntos?”, provocou o palestrante.

“Precisamos transformar esse momento em um momento de colaboração. Hoje temos uma tarefa importante, que é entender o cliente, compreender seu viés. Para isso, é preciso contar com um grupo diversificado de visões. Quanto maior a diversidade da sua empresa, melhor você poderá abordar os desafios”, comentou. “Os softwares hoje também são grandes ferramentas de ouvir, que ajudam a entender quem é seu cliente e como usar a tecnologia a seu favor”, sugeriu.

“O tema dessa conversa veio para ficar. Só vai acelerar mais e mais. A grande mudança é humana”, finalizou.

A Fenalaw 2019 acontece até dia 25/10, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo. Ainda dá tempo de se credenciar e participar do principal evento jurídico da América Latina:

cred_970x90.gif

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar