Fenalaw faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

escritorio-advocacia

Tico e Teco, Batman e Robin, Bonnie e Clyde. Se você não é o Superman, não tente trabalhar sozinho

O individualismo é uma realidade contemporânea, todos são incentivados a ter as suas coisas. Meu celular, meu quarto, meu banheiro. Certa vez, olhando da sacada do meu prédio avistei crianças brincando de futebol na quadra do prédio vizinho, incrivelmente, cada criança tinha sua bola.

No ambiente profissional, não há espaço para o individualismo. Trabalhos complexos exigem muito esforço para que sejam entregues com preço baixo e qualidade alta ao mercado. Para ter um resultado refinado, são necessários procedimentos bem definidos e colaboração entre profissionais.

Falaremos aqui sobre a colaboração entre profissionais.

O objetivo na elaboração de um trabalho jurídico é oferecer uma solução de excelência gastando o menor tempo, ou seja, equilibrar qualidade e custo. Ao estabelecer procedimentos de colaboração entre profissionais, o processo de busca por soluções pode mais facilmente atender essas duas exigências.

No direito, perceber rapidamente diversas soluções para o mesmo problema facilita o desenvolvimento do trabalho, abrindo caminho para adotar a melhor estratégia jurídica. Diante disso, a máxima “duas cabeças pensam melhor que uma” é válida no cenário legal, especialmente em ambientes de trabalho receptivos à diversidade social, pois as cabeças terão visões diferentes.

Ainda, há outro viés fundamental para equilibrar excelência e custo. A revisão do trabalho. Uma vez definida a estratégia, sua execução geralmente exige documentos refinados, resultado de horas de trabalhos e uso intensivo de muitos neurônios. Quem já escreveu longos textos sabe que as releituras são cada vez mais automatizadas pelo cérebro, resultando em alguns erros simples: uma vírgula aqui, um acento ali, até mesmo uma palavra ausente.

Erros simples, possivelmente vergonhosos, irão macular o trabalho. Eventualmente, as falhas singelas podem ser danosas e prejudicar toda a estratégia cuidadosamente definida. Antigamente, se o endereçamento de uma petição estava errado o direito do cliente estava em risco, hoje em dia o protocolo digital faz com que erros como esse sejam menos comuns. Mas, ainda, erros bobos podem ser gravosos para um escritório.

Escritórios profissionais buscam a satisfação de seu público-alvo, para que continuem contratando seus serviços. O público-alvo majoritariamente é composto de pessoas que não irão se aprofundar na análise do trabalho do advogado por falta de: (i) tempo ou (ii) conhecimento técnico. Mas o trabalho será avaliado!

A avaliação frequentemente oscila entre extremos. Pode ser Ótima se erros simples não forem encontrados; ou Péssima caso o cliente classifique o trabalho como desleixado por ter encontrado no texto uma “maneira criativa” de escrever a palavra “exceção”. Por isso, a revisão deve ir além da análise de coesão e coerência jurídica, focando também na morfologia, ortografia e sintaxe gramatical do texto.

Somente com dupla checagem é possível reduzir sensivelmente as armadilhas mentais que nossos cérebros nos pregam. O cérebro humano foi feito para analisar padrões e, por isso, após identificar um sentido no código, elementos errados são omitidos da leitura para facilitar a compreensão, no caso, a decodificação da língua portuguesa. Isso é facimente perceptvel, não acha? Um “L” aqui, ou “Í” acolá.

Trabalhos em equipe, quando associados a treinamento e procedimentos adequados, reduzem custos por facilitar a execução da cadeia de produção, mantendo ou aumentando a excelência. Essa constatação é muito antiga, Henry Ford ou Toyota apenas evoluiu o que a humanidade já vinha fazendo com a agricultura ou construção de pirâmides. O gestor de um escritório deve se colocar no papel de Henry Ford e mudar o meio de produção para o adequar à sua realidade.

Por tudo que foi exposto acima, recomenda-se (i) análise do fluxo de trabalho dentro do escritório, (ii) atuação em duplas de trabalho, (iii) treinamento individual sobre como atuar em duplas, (iv) definição dos procedimentos para a atuação das duplas (momento criativo, produção e revisão), (v) criação de checklist para cada etapa para reduzir erros e (vi) rotação constante das duplas de trabalho.

No próximo texto será abordada a importância da finalização do trabalho. Veremos como a cereja do bolo é uma das partes mais importante também no trabalho dos escritórios de advocacia.

*Por Renato Barichello Butzer, Sócio administrador e responsável pela área de inovação e tecnologia de SABZ Advogados, e Pedro Guilherme Gonçalves de Souza, Sócio responsável pelas áreas de Seguros e de Tributário de SABZ Advogados.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar