Fenalaw faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Insegurança no trabalho

Como vencer a insegurança no meio profissional?

Vencer a insegurança no meio profissional é um bom caminho para ter sucesso na carreira. Que tal se preparar para vencê-las?

Vencer a insegurança no meio profissional é um bom caminho para ter sucesso na carreira. Afinal, esse sentimento pode atrapalhar seu dia a dia e suas oportunidades de crescimento. No entanto, é fácil falar isso na teoria.

Na prática, vemos mentes brilhantes dos variados campos de conhecimento com sintomas de insegurança. E como vencê-la e se tornar um profissional mais seguro? Acompanhe! 

Problemas de insegurança profissional

Para conseguir vencer a insegurança no meio profissional, é preciso entendê-la. Existem dois tipos: aquela insegurança momentânea, que ocorre em situações de mudanças ou novos desafios (uma promoção, por exemplo), e a insegurança duradoura.

É comum que todos nós apresentemos insegurança e medo em alguns momentos. Porém, esses sentimentos são problemáticos quando perduram e paralisam o profissional. Por mais capaz e qualificada que uma pessoa seja no trabalho, ela não acredita em sua capacidade. E isso pode ocasionar perda de inúmeras oportunidades na carreira, além da sensação de insatisfação pessoal e profissional constante

Por isso, é importante vencer a insegurança no meio profissional e lidar de frente com esse problema.

Dicas para vencer a insegurança no meio profissional

Assuma suas fraquezas e forças

Um passo importante para vencer a insegurança no meio profissional é assumir suas próprias deficiências. A perfeição não existe. Sempre haverá a possibilidade de melhorar um aspecto pessoal ou profissional. Diante disso, é fundamental fazer um levantamento de sua carreira e realizar uma autocrítica, identificando os pontos fracos que podem ser trabalhados.

No entanto, isso pode ser problemático para pessoas com baixa autoestima. Então, antes de listar suas deficiências, liste, também, o que você faz de melhor. Veja suas capacidades e aptidões mais apuradas e perceba o quanto se desenvolveu até o momento. Depois, ficará mais fácil trabalhar as fraquezas. 

Avalie seu próprio desempenho

Intimamente relacionado a assumir as fraquezas, a avaliação do próprio desempenho também é uma medida importante para vencer a insegurança no trabalho. Não espere a avaliação e o feedback do gestor. Tenha consciência do que foi bem feito e o que pode apresentar melhor desempenho. Assim, quando receber o feedback, estará mais preparado para separar as críticas construtivas daquelas que não significam nada.

Elaborar sua própria análise é também uma forma de trabalhar a ansiedade e o grau de exigência sobre si mesmo. Essas duas posturas estão, inclusive muito conectadas à insegurança. Uma pessoa muito ansiosa não consegue notar o crescimento profissional e os pontos fortes, por exemplo. Quem é muito exigente consigo sempre acredita que executou uma tarefa de forma insatisfatória.

Invista na sua oratória

“Atualmente, não basta saber o que você sabe; é fundamental que você saiba transmitir tudo que sabe. Esse é o grande segredo da oratória moderna: contribuir para que você consiga transmitir tudo o que sabe, de forma eficiente, com desenvoltura e criatividade”. Essas são as palavras de Sirley Machado Maciel, analista comportamental, terapeuta e fundadora do INTREPEDS – Instituto de Treinamento, Pesquisa e Desenvolvimento do Ser.

Para a especialista em comportamento, as atividades humanas “passam pela capacidade de relacionamentos interpessoais, da criação de vínculos positivos, mediante uma comunicação assertiva, através de exposições de ideias claras e objetivas e da capacidade de organizar e estruturar os discursos do dia a dia”.

Muitos profissionais apresentam essa dificuldade de transmitir ideias, especialmente nas ocupações que demandam constantemente uma boa habilidade oratória, como na advocacia. Tratar a causa da insegurança é uma boa maneira de lidar com ela.

Faça!

Um aspecto da insegurança e do medo pode ser a paralisação. Uma pessoa muito insegura acredita que a execução de determinada atividade nunca será suficiente, porque ela não é capaz. Então, para sair desse redemoinho que joga um profissional para baixo, é preciso agir.

Coloque sua ideia no papel, observe-a e trace os direcionamentos que pode tomar. Faça uma espécie de mapa mental, construindo as ramificações que ela proporciona. E se coloque em movimento. Com o tempo, perceberá que o passo mais difícil - o começo - foi dado.

Caso tenha dificuldades de tomar o primeiro passo, mostre sua ideia a uma pessoa confiável. Ter um terceiro observador é interessante para mais opiniões, o que pode deixá-lo mais seguro.

O profissional que consegue vencer a insegurança dá um passo importante para aprimorar suas habilidades pessoais. E cada passo dado é valioso nesse processo, pois se ganha confiança para agir. Não se isole diante das dificuldades: este é inclusive um hábito ruim para se adotar. Quer conhecer mais hábitos para abandonar? Fique ligado no nosso canal! 

 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar