Fenalaw faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

whatsapp-advogados

Desafios do WhatsApp para advogados

Whatsapp para advogados é uma boa ideia? Enquanto alguns profissionais se mostram resistentes em utilizar a ferramenta na advocacia, outros não hesitam em adotá-la. O que fazer se um cliente enviar uma mensagem pelo aplicativo? O advogado deve atendê-lo por este meio ou há alguma vedação ou limite?

Fato é que a ferramenta já foi utilizada inclusive em audiência, conferindo agilidade aos processos judiciais. Por que não adotar o Whatsapp para advogado e usufruir dos benefícios que ele pode conferir? Veja a seguir alguns pontos sobre o assunto e decida por si!

Whatsapp para advogados: qual o limite?

O Whatsapp para advogados pode trazer muitos benefícios. Mas seu uso deve ser feito dentro da legalidade. A OAB traz duas regras que podem atingir a ferramenta.

A primeira delas é a vedação da prestação de serviços ou de assessoria jurídica sem que haja a devida cobrança. Como o aplicativo é um meio utilizado por milhões de pessoas, ele passa a impressão de ser informal. Ainda que seja, o cliente deve ter ciência sobre a possibilidade de eventuais cobranças mesmo pela ferramenta.

Outro ponto vedado pelo Código de Ética é o envio de qualquer forma de propaganda sobre os serviços advocatícios, especialmente para quem não integra a lista de contatos. A chamada “mala direta” é proibida em qualquer meio. Ou seja, o advogado não deve enviar mensagens que possam ser interpretadas como oferecimento de serviços ou publicidade profissional.

Mercantilização da advocacia

A 1ª turma de Ética do TED da OAB/SP aprovou, recentemente, uma ementa que trata do Whatsapp para advogados. Ela permite o uso de aplicativos para divulgação e publicidade dentro das regras do Código de Ética e Disciplina, assim como para facilitar a comunicação e melhorar a prestação de serviços jurídicos.

Entretanto, ela ressalta que esse uso deve se restringir aos clientes do escritório, não sendo admitido o uso de aplicativos de forma indiscriminada para responder consultas jurídicas às pessoas que não são clientes. É a vedação à mercantilização da advocacia. Pelo mesmo motivo, não é possível cobrar honorários por consultas feitas por não clientes da sociedade.

Por que usar

Respeitados os limites, é certo dizer que o Whatsapp funciona muito bem para atendimento online. Antes disso, convém destacar que a ferramenta é uma grande aliada para a colaboração interna, entre as equipes, e para a gestão do escritório. Não à toa, foi lançado o WhatsApp Business, versão destinada a atender melhor o ambiente corporativo.

Nele, o usuário pode ter um perfil comercial, que tenha as informações buscadas pelos clientes (endereço, descrição, site, e-mail, telefone). É a conta comercial verificada. O Whatsapp Business tem novas funcionalidades de mensagens, como respostas automáticas e mensagens de saudação, estatísticas (análise de métricas simples), e horário de atendimento.

Afonso Paciléo, advogado e Master Coach Jurídico, acredita que o uso do WhatsApp Business é fundamental. Para ele, os limites do uso da ferramenta com os clientes devem ser definidos pelo advogado, assim como horários e dias de atendimento. O profissional pontua: “O WhatsApp Business, além de profissionalizar o negócio, também ajuda com os limites estabelecidos, uma vez que a ferramenta foi criada com esse objetivo”.

Relacionamento com o cliente otimizado

Um meio de comunicação eficiente faz toda a diferença no escritório de advocacia. A rápida troca de mensagens agiliza o trabalho do advogado e atende aos anseios do cliente. Essa troca pode envolver solicitação e encaminhamento de documentos, fotos, áudios e atualizações a respeito dos processos.

É importante, porém, definir algumas estratégias para que o aplicativo não “jogue contra” o advogado. Uma boa forma de utilizá-lo é concentrar as demandas nas mãos da secretaria do escritório, deixando os profissionais do setor com a função de filtrá-las e encaminhá-las ao advogado certo. Caso o profissional trabalhe como autônomo, é interessante que tenha um número exclusivo para os clientes, para que instale o Whatsapp Business.

Afonso dá uma dica importante: “Concentre as mensagens em um único aparelho, definindo horários para respondê-las de forma completa e atenciosa. Um cliente bem atendido, que fica satisfeito com a resposta, não retorna antes do prazo dado. Assim, é possível aumentar a produtividade, atingir a alta performance e se diferenciar no mercado”.

Os advogados precisam deixar claro aos clientes o horário de atendimento e a forma como essa comunicação se dará. Isso é fundamental para que o Whatsapp para advogados dê o resultado esperado.

Whatsapp em audiências?

A agilidade do Whatsapp vem também contribuindo para a agilidade dos processos judiciais. Muitos magistrados já utilizam o aplicativo para realizar intimações, acordos e conciliações, apesar do questionamento sobre a segurança jurídica.

Em 2014, um juiz do interior de Rondônia realizou a intimação das partes para cumprir ação de execução pelo WhatsApp. Em 2015, a 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo editou uma portaria que institucionalizou o uso de WhatsApp. Em 2016, uma juíza do TRT15 que realizava audiências pelo aplicativo recebeu menção honrosa no prêmio “Conciliar é Legal”, do CNJ.

O Whatsapp para advogados é uma importante ferramenta de relacionamento com clientes e, também, com o Poder Judiciário. Respeitados os limites, é só aproveitar os benefícios que o aplicativo confere.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar