Fenalaw faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

curiosidades sobre advocacia

4 curiosidades sobre advocacia no mundo

As curiosidades sobre advocacia são muitas, e ainda há muito por vir. Qual será a próxima tradição a cair em desuso?

"Advogado do diabo" é aquele que defende uma tese contestada pela maioria. O “pendura” se tornou uma tradição no Brasil. Existem muitas curiosidades sobre advocacia no mundo que os profissionais não conhecem. Algumas dizem respeito às vestimentas utilizadas, enquanto outras falam sobre a origem da profissão.

Você sabe apontar algumas curiosidades sobre advocacia? A seguir, listamos de 4 delas. Acompanhe!

Advogados britânicos utilizam peruca

Uma tradição secular dos advogados britânicos ainda é mantida: o uso de perucas brancas. Há alguns anos, Phillips de Worth Matravers, Lorde Chefe de Justiça, anunciou que esses acessórios, e o colar de tirar brancas, não seriam mais exigidos em julgamentos civis ou familiares. Porém, as novas regras de vestimenta mantiveram o uso de perucas em julgamentos criminais.

Desde o século 17, advogados e juízes britânicos utilizam as perucas brancas, que são feitas de crina de cavalo. No entanto, a maior parte dos profissionais já manifestava seu desejo de eliminar o uso do acessório em casos civis, por ser retrógrado, excessivamente formal, desconfortável e cara. 

Para se ter uma ideia, uma peruca de cerimônia maior custa mais de 1.500 libras, enquanto as mais curtas, utilizadas por advogados, custam cerca de 400 libras. 

Significado da palavra “advogado”

O significado da palavra “advogado” é conhecido ainda no início do curso de bacharel - se o profissional teve aulas com professores mais saudosos.

Advogado, do latim, “ad vocatus”, significa aquele chamado para socorrer outro perante a justiça. É o defensor, o patrono, o intercessor. O verbo “advoco” significa àquele a quem se chama.

No Brasil, o vocábulo se destina ao bacharel de Direito que foi aprovado no exame da OAB e se inscreveu na ordem.

Beca x Toga: uma das curiosidades sobre advocacia

Você sabia que há diferenças entre os vocábulos “beca” e “toga”? As palavras são utilizadas como sinônimas, por serem muito parecidas. São, inclusive, apontadas dessa maneira em dois grandes dicionários da língua portuguesa. No entanto, só os juízes usam togas. Os demais operadores jurídicos vestem becas. Essa é uma das curiosidades sobre advocacia que poucos sabem.

No Brasil, especificamente em um julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), os magistrados usam togas, e os defensores usam beca. O autor do livro “O Juiz e a Função Jurisdicional” Mário Guimarães, fala sobre a vestimenta que marca os ritos no Poder Judiciário: “A toga, pela sua tradição e seu prestígio, é mais do que um distintivo. É um símbolo. Alerta, no juiz, a lembrança de seu sacerdócio. E incute no povo, pela solenidade, respeito maior aos atos judiciários”.

Quer outra curiosidade? As togas são vestes talares, cujo comprimento vai até os calcanhares. Sua cor é preta para enfatizar suas características de poder e representatividade.

O primeiro advogado

A advocacia é uma das profissões mais antigas e conhecidas da humanidade, mas determinar quem foi o primeiro advogado é um desafio. Isso porque a figura do conselheiro surgiu ainda no início das experiências em sociedade, fruto da própria convivência social. Seja em regimes tribais mais simples ou nos grandes impérios (dinastias egípcias, Grécia e Império Romano), o conselheiro já existia. Diante desse impasse, temos duas possíveis teorias.

A primeira diz que o grego Demóstenes (século IX a.C.) foi o primeiro advogado. Ele teria feito discursos (conhecidos como Filípicas) para combater projetos ambiciosos de Filipe, rei da Macedônia. Ele também fez a defesa de Ctesifonte, em arenga (discurso ou oração proferidos em público), que ficou conhecida como Oração da Coroa.

Outra teoria aponta Moisés (século XV a.c.) como o primeiro advogado. Ele teria advogado para defender a liberdade do povo escravizado do Faraó Ramsés II. 

O advogado Marcílio Guedes Drummond, em seu artigo publicado no JusBrasil, pontua “que os primeiros advogados existentes em registros históricos são Moisés e Jesus Cristo. Moisés, quando assumiu a liderança da defesa de seu povo no Êxodo, atuou como verdadeiro advogado deles. Da mesma forma, Jesus Cristo impediu que Maria Madalena fosse apedrejada, utilizando-se da Lei Mosaica”. 

Por fim, vale destacar o entendimento do escritor Elcias Ferreira da Costa, para o qual o primeiro advogado foi o primeiro homem que utilizou da razão e da palavra para defender seus semelhantes “contra a injustiça, a violência e a fraude.”

O Direito é, por natureza, um campo de conhecimento cheio de tradições que podem cair em desuso. Principalmente com as inovações tecnológicas que invadem o mundo jurídico. Você está pronto para ser não o primeiro advogado, mas o advogado do futuro?

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar