Fenalaw faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Analytics e jurimetria produtividade e prevenção de litígio.jpg

Analytics e jurimetria: produtividade e prevenção de litígio

Novas ferramentas auxiliam na produtividade e na prevenção de litígios, como analytics e jurimetria. Conheça.

A inteligência artificial no mercado jurídico já é realidade. Diversas ferramentas passaram a integrar a rotina de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos. Dentre elas, analytics e jurimetria são boas representante, pois podem aumentar a produtividade e atuar na prevenção de litígios, além de trazer outros benefícios para o negócio.

A jurimetria é a aplicação da estatística no direito para compreender processos e fatos jurídicos. Analytics é um modelo movido a análises, que utiliza uma abordagem qualitativa.

Confira alguns pontos importantes sobre essas ferramentas!

Como começar a usar jurimetria e analytics?

A definição de jurimetria e analytics dá uma ideia de como as ferramentas podem ser utilizadas para aumentar a produtividade. Afinal, elas se baseiam no uso inteligente de dados, que podem dar subsídio a decisões mais assertivas. No entanto, para começar a utilizá-las em seu escritório de advocacia ou departamento jurídico, é preciso superar algumas dificuldades.

Para Alexandre Zavaglia Coelho, diretor da LegalScore, consultoria estratégica de design de serviços jurídicos, o grande desafio é a organização dos dados. Ele explica: “além da tecnologia, tem o aspecto cultural. Nenhuma tecnologia funciona se os dados não estiverem padronizados, organizados”.

Em seguida, Zavaglia pontua que é fundamental entender o problema que se quer resolver: “A jurimetria e a análise de dados permitem entender cenários, as tendências do judiciário e quais os caminhos possíveis para a solução de um problema jurídico complexo. Mas se os dados da própria empresa ou cliente não estão organizados, não é possível delimitar o que se quer comparar ou entender por meio dessas técnicas de ciência de dados e uso de novas tecnologias. "

Como essas ferramentas melhoram a produtividade nas empresas?

Pensar em analytics e jurimetria como ferramentas de produtividade nas empresas é natural. Como salientado, elas utilizam dados, que se transformam em informações relevantes, algo fundamental para a tomada de decisões que garante melhores resultados. Isso vale na hora de costurar acordos para prevenir litígios.

Para entender na prática o analytics e jurimetria, Zavaglia dá o exemplo de cases com que a LegalScore trabalha. A consultoria se envolve em atividades de prevenção, entendendo o problema e sua causa, para modificar processos internos, de modo a evitar a entrada de processos por motivos recorrentes e organizar planos de acordo mais eficazes.

Ele destaca que atuam, também, no estudo de temas específicos, “que têm permitido entender a quantidade de processos e a relevância social de um tema, para satisfazer os requisitos do instituto de recursos repetitivos nos tribunais superiores, por exemplo”.

Porém, outro desafio a ser superado para garantir a produtividade na empresa são as pessoas, que atuam no design dos serviços e soluções tecnológicas e na geração de valor a partir de novas oportunidades. Lembra do que falamos sobre a gestão data driven? Este é o ponto.

Quem deve manejar jurimetria e analytics no negócio jurídico?

Escritórios e departamentos que desejam utilizar analytics e jurimetria para prevenir litígios e aumentar a produtividade devem se preocupar com quem será o responsável por usar as ferramentas. Quanto a essa questão, é preciso destacar que a prática da pesquisa, adotada sempre pelos advogados, é o ponto de partida.

Certamente, nenhum profissional sabe tudo sobre as tecnologias que aparecem no mundo jurídico para aprimorar a prestação de serviços. Há quem consiga lidar melhor com as ferramentas, mas o advogado precisará ser subsidiado por quem entende dos problemas e dos dados gerados.

Analytics e jurimetria se relacionam diretamente com pesquisa. Zavaglia destaca a diferença: “agora, saímos de uma busca manual, para a possibilidade de enxergar o problema por meio de um exame de última geração, com imagens claras. Inclusive alguns escritórios têm criado áreas específicas que auxiliam nessas atividades, em conjunto com os demais advogados do escritório, que não necessariamente se envolvem nessas atividades, mas são essenciais no planejamento e na estratégia”.

A inovação em escritórios de advocacia e departamentos jurídicos traz novas ferramentas, que auxiliam na produtividade e na prevenção de litígios, como analytics e jurimetria. As tecnologias disruptivas já vêm impactando no Direito há alguns anos, e essas são apenas mais exemplos da transformação digital invadindo o ramo.

Você utiliza alguma delas em sua empresa? Conte para nós sua experiência!

 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de Fenalaw lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar