Fenalaw faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

jurimetria

Conheça os modelos preditivos e jurimetria

Foi-se o tempo em que prever o futuro era algo místico ou transcendental. A tecnologia aplicada ao Direito fez surgir soluções fundamentais para os escritórios de advocacia e departamentos jurídicos. Os modelos preditivos e a jurimetria são ótimos exemplos que interferem, por exemplo, nas estratégias de acordo. No artigo de hoje, saiba mais sobre o tema.

Jurimetria

A jurimetria é uma metodologia de estudo que aplica modelos estatísticos para a compreensão dos processos e fatos jurídicos. Dentro ou fora dos tribunais, ela fornece contribuições a todas as especialidades do Direito, seja na pesquisa acadêmica ou no exercício das profissões jurídicas.

Na visão de Marcelo Guedes Nunes, presidente da Associação Brasileira de Jurimetria, “a jurimetria, ao descrever os interesses concretos dos agentes jurídicos, seus conflitos e as soluções oferecidas pelos julgadores, pode auxiliar o direito a entender melhor o que os cidadãos esperam das autoridades e, assim, auxiliá-las a elaborar leis mais aderentes à realidade social. Ao descrever a vida concreta do direito, a jurimetria se torna uma ferramenta fundamental para desenvolver instituições jurídicas mais justas e capazes de realizar as aspirações políticas da sociedade”.

Modelos preditivos

Modelos preditivos são funções matemáticas que, aplicadas a um volume de dados, identificam padrões e oferecem previsões do que pode ocorrer. As análises preditivas são variadas, motivo pelo qual o objetivo de se ter um modelo preditivo varia conforme os interesses empresariais.

A grande vantagem de contar com essa ferramenta é que, a partir da análise de dados e da identificação de padrões, o gestor terá mais fundamentos para a tomada de decisões.

Existem dois tipos de modelos preditivos:

  • Supervisionados: o modelo estabelece relações entre dados de entrada e saída. Após sua fase de treinamento, é analisado seu nível de acerto (se for alta, o modelo é validado).
  • Não supervisionado: ocorre inserção apenas dos dados de entrada. O modelo se limita a identificar padrões existentes nos dados analisados e prever tendências e ocorrências.

Fazer uma relação entre modelos preditivos e jurimetria nos parece bastante natural. Se a análise preditiva é baseada no uso de dados e algoritmos para prever situações futuras, a jurimetria se propõe a um objetivo semelhante. Ao aplicar a estatística para compreender os processos e fatos jurídicos, ela realiza a mesma análise de informação para decidir as melhores ações.

O alto volume de dados disponíveis nas atividades jurídicas deve ser bem gerido e interpretado para municiar o gestor dos departamentos e dos escritórios de advocacia de informações estratégicas e valiosas.

A união dos modelos preditivos e da jurimetria, com a análise detalhada de dados, possibilita a identificação de tendências e das reais necessidades dos clientes, a previsão de comportamentos, a melhor tomada de decisões e a melhora do desempenho dos negócios.

E então, como você analisa os modelos preditivos e a jurimetria? Enriqueça a discussão deixando seu comentário! 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar